Toggle Nav
 
 

1887

Em finais do século XIX, Ferdinand Claus e Georges Schweder, dois empreendedores vindos da Alemanha, decidiram criar uma fábrica de sabonetes e perfumes na histórica cidade do Porto.

 
 

1891

Alvará e plantas do novo edifício construído em 1891 na Rua Serpa Pinto no Porto.

 
 

1900

A empresa ganha uma medalha de ouro na Exposição Universal de Paris.

 
 

1904

O reconhecimento internacional da Claus Porto começa aquando da Exposição Universal em Saint Louis, nos Estados Unidos, com a atribuição de uma medalha de ouro.

 
 

1908

Achilles de Brito, contabilista da Claus & Scwheder desde 1903, torna-se sócio da empresa.

 
 

1916

Com a 1ª Guerra Mundial a alastrar-se pela Europa, e depois de a Alemanha declarar oficialmente guerra a Portugal, o fundador da empresa, Ferdinand Claus, abandona Portugal. Willy Thessen também sai do país, mas regressa em 1918. Fotografia de Joshua Benoliel. Arquivo Municipal de Lisboa, PT-AMLSB-CMLSBAH-PCSP-004-LIM-001453

 
 

1924

O Grupo Ach. Brito adquire os ativos da antiga companhia Claus & Schweder, incluindo a fábrica original Claus & Schweder e todos os seus bens e equipamentos, reunindo assim a Aquiles de Brito e a Ach. Brito com a marca Claus & Schweder.

 
 

1928

Diploma de honra do 1º Salão de Outono da Elegancia Feminina e Artes Decorativas, sob o patrocínio da Sociedade de Belas Artes. Inciativa e organização da revista Voga.

 
 

1929

O sabonete Patti da Ach. Brito, tornou-se um dos mais populares e importantes da empresa. O nome é uma homenagem à famosa cantora de ópera portuguesa, Adelina Patti.

 
 

1936

Os produtos para homem Claus Porto passam a ser comercializados sob a marca Musgo Real, acabada de criar.

 
 

1937

A Claus Porto celebra o seu 50º aniversário. É publicada uma edição especial ‘Bodas de Ouro’ para celebrar a efeméride, e produzem-se vários artigos comemorativos.

 
 

1953

Equipada com tecnologia de ponta, a oficina gráfica começa também a produzir material para outras empresas, como por exemplo a Tabaqueira e sobretudo companhias de vinho do Porto como a Sandman, Real Vinícola, Real Companhia Velha, Porto Calem, Burmester e Offley.

 
 

1953

Sendo a componente artística um fator tão determinante para o sucesso da Claus Porto, a Ach. Brito decide trazer a produção gráfica para dentro de portas. A companhia monta o seu próprio estúdio de litografia e impressão, o que permite reproduzir as suas magníficas etiquetas e rótulos feitos à mão em grande escala.

 
 

1963

Willy Thessen, o último dos primeiros diretores da empresa, é obrigado a afastar-se por razões de saúde.

 
 

1968

Uma edição especial celebrando o aníversário da empresa.

 
 

1993

Os bisnetos de Achilles de Brito, Aquiles e Sónia Brito, dão inicio a um novo capítulo da empresa, introduzindo os produtos da marca no mercado de bens de luxo nos EUA, Canadá e Inglaterra.

 
 

1999

The Ach. Brito and Claus Porto factory in Porto before it was sold in 1999. Today the new production facilities are located in Vila do Conde.

 
 

2002

Com a chegada do novo milénio, a Claus Porto continua o seu rumo de expansão internacional, concentrando-se no seu posiciona­mento único no mercado de luxo.

 
 

2012

Décadas de Savoir Faire na produção de cosméticos, perfumes e aromas para a casa resultam no lançamento de novos produtos, como velas, difusores, cremes de mãos e colónias.

 
 

2016

A marca envereda por um processo de rebranding, que tem início com a alteração da sua identidade visual e da imagem de Musgo Real, sempre num espirito de total respeito pelo património da casa.

SWIPE
 
 

OBJECTS
OF DESIRE

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

 
 

texto EN

SWIPE